Páginas

terça-feira, 30 de julho de 2013

GREVE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS EM ILHÉUS

A VERDADE DOS NÚMEROS

O Prefeito insiste em dizer: "Possibilidade de aumento é zero, mas, estou aberto ao diálogo" Ora, um governo que já na transição se sabia que o limite prudencial era de 72%, segundo seus números, que nós sindicatos não concordamos, ainda assim, este mesmo governo manda a câmara de vereadores uma Reforma Administrativa - cargos de confiança, também conhecido como " trenzinho da alegria" de poucos, diga-se de passagem e desespero de toda uma cidade, Reforma esta que ele diz economizou 42% em cargos, certo, diminuiu cargos mas triplicou valores de salários, vejam alguns exemplos:

Secretários Procurador e Controlador, antes R$ 7.150,00, depois do trenzinho de Jabes Ribeiro, R$10.021,17, aumento de 40,2%.

Chefe de Gabinete (Vitinho) Superintendente, Sub Procurador Geral e Tesoureiro, antes R$3.400,00, depois do trenzinho de Jabes Ribeiro, 7.150,00, aumento de 110,3%.

Gerente e Corregedor, antes R$ 2.500,00, depois do trenzinho de Jabes Ribeiro, R$ 5.600,00, aumento de 124%.

Assessor de Imprensa, antes, R$ 1.700,00, depois do trenzinho de Jabes Ribeiro, R$ 4.500,00, aumento de 164%, este inclusive aumentou recentemente para R$ 10.021,17, pois o assessor virou SECRETÁRIO, portanto o percentual de 164% aumenta para mais de 320%. Seguramente o maior aumento de todos e porquê? Pra fazer propaganda enganosa, mentir, comprar a parte da mídia que se vende, anunciar obras fictícias como bem mostrou o Blog Agravo
.

Conclamo a todos que repassem estes dados, pois fazem parte de um estudo que os sindicatos fizeram baseados nos dados das leis de reforma administrativa que temos, a de 2010, Newton e a de 2012, Jabes, portanto é mais uma forma de mostrar que as mentiras de Jabóquio podem ir longe, mas, nós também iremos, pra desmentir e mostrar a VERDADE dos fatos, SEM MEDO E SEM BAJULAÇÃO!

REPASSEM, COMPARTILHEM, SOMENTE ASSIM CONSEGUIREMOS ABRIR OS OLHOS DOS ILHEENSES E DOS DEPUTADOS E POLÍTICOS QUE APOIAM ESTE DESGOVERNO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário