Páginas

quarta-feira, 19 de junho de 2013

JUSTIÇA DO ACRE SUSPENDE SAQUES DA TELEXFREE

O Ministério Público do Acre (MP/AC) ingressou com medida cautelar preparatória de ação civil pública contra a empresa Telexfree. Segundo os Promotores Nicole Gonzalez Colombo Arnoldi e Marco Aurélio Ribeiro, a empresa utiliza a prática de pirâmide financeira.
 
De acordo com as investigações, a Telexfree, que alega ser uma empresa de marketing multinível, na verdade é um golpe conhecido como pirâmide financeira, o qual, por ser insustentável e causar prejuízos a muitas pessoas, é ilegal.
 
Pelo método adotado, para se cadastrar, os pretensos divulgadores precisam investir para garantir a adesão. Cada novo membro compra um ‘pacote’ que remunera os membros que estão acima na cadeia.
 
“O que difere o marketing multinível das pirâmides financeiras é que no primeiro, o foco é a venda de produtos; enquanto que no outro, o foco é o recrutamento de pessoas para investirem mais”, explicam os Promotores.
 
Ainda de acordo com a ação, nas pirâmides financeiras, a venda do produto ou serviço é apenas uma forma de mascarar o golpe. No caso da Telexfree, que não está cadastrada na Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), a empresa atua com prestação ou venda de serviços de telefonia VoIP (por meio da internet).
 

Ilhéus 24 hs

Um comentário:

  1. AO INVÉS DA JUSTIÇA SE METER ONDE NAO É CHAMADA, PREJUDICANDO MILHOES DE BRASILEIROS, BLOQUEANDO A TELEXFREE, PORQUE NAO VÃO ATRAS DE BANDIDOS DO COLARINHO BRANCO QUE SONEGAM MILHOES EM IMPOSTOS E USAM DE FALCATRUAS NOS ORÇAMENTOS DO GOVERNO, PELO VISTO A JUSTIÇA DO ACRE É UMA BAGUNÇA.
    E A JUIZA TA SEM GRANA PRA ENTRAR COM TEAM BUILDER.

    ResponderExcluir